Search
Close this search box.
Pix por aproximação será lançado em 2025, prevê BC

Pix por aproximação será lançado em 2025, prevê BC

Brasileiros não vão mais depender exclusivamente de um cartão de débito ou crédito para fazer os pagamentos por aproximação

O Pix por aproximação já tem previsão de lançamento: fevereiro de 2025. A estimativa foi divulgada em uma coletiva do Banco Central (BC) nesta quinta-feira (04) para anunciar as novas regras do Open Finance para viabilizar a funcionalidade e garantir mais comodidade em transações online.

Entre os objetivos da atualização, está a simplificação da jornada de iniciação de pagamentos com o Pix. Os ajustes garantem uma melhoria na experiência, como fazer as transações em terminais compatíveis com pagamento por aproximação através de carteiras digitais, como o Apple Pay, Carteira do Google e Samsung Wallet.

LEIA: Festivais gastronômicos, shows e arraiá: aproveite as férias de julho na praia!

Dessa forma, os correntistas não dependem exclusivamente de um cartão de débito ou crédito para fazer os pagamentos por aproximação. Basta ter uma conta habilitada em uma carteira digital para transferir o dinheiro da conta corrente para o estabelecimento comercial via Pix, por exemplo.

Além disso, os clientes das instituições financeiras não precisam usar apenas a leitura de QR Code ou digitar a chave toda vez que for concluir uma compra. Se o utilizador preferir, é só encostar o celular no terminal de pagamento para fazer a transação.

Durante a coletiva, o Banco Central informou que a implantação da Jornada de Pagamentos Sem Redirecionamento (JSR) será realizada em etapas, a começar pela divulgação das regras detalhadas ainda neste mês. Confira o cronograma:

  • Previsão na regulamentação: 4 de julho de 2024
  • Regulamentação específica da JSR: 31 de julho de 2024
  • Testes em produção: 14 de novembro de 2024
  • Lançamento: 28 de fevereiro de 2025

Cabe ressaltar que o cronograma pode ser alterado no futuro se houver algum contratempo no desenvolvimento da solução. É o caso do Drex que, apesar de ser um dos grandes focos do BCB atualmente, pode ter o lançamento atrasado.

A atualização das regras abrange outros objetivos, como a ampliação do escopo de instituições que participam do Open Finance. Nesse caso, o BCB espera expandir a base de potenciais clientes atendidos pela solução de 75% para 95% do sistema financeiro nacional.

(Fonte: CanalTech)
(Foto: Reproduição/Shutterstock)

Leia mais